Crítica: RIO 2

animartini_img_destaque_04072014

Artigo também disponível em Inglês

Dirigido e escrito pelo brasileiro Carlos Saldanha, RIO 2 traz de volta o casal de macaus Blu (voz em inglês de Jesse Heisenberg, de A REDE SOCIAL) e Jade (voz em inglês de Anne Hathaway, de O CAVALEIRO DAS TREVAS RESSURGE), que agora vivem no santuário de pássaros Blu Bird com seus três filhos. A aventura começa quando os humanos Linda (voz em inglês de Leslie Mann, de AS AVENTURAS DE PEABODY E SHERMAN) e Tulio (voz em inglês e português de Rodrigo Santoro, de 300 DE ESPARTA), que estão na Amazônia, parecem ter descoberto macaus na natureza. Jade convence Blu a viajar o Brasil inteiro para encontrar com esses pássaros, já que eles não seriam os únicos como se pensavam.

O filme apresenta muitas qualidades: tem uma direção de arte, fotografia e character designs impressionantes, sem falar na animação, onde a Blue Sky, estúdio que produziu o filme, têm melhorado a olhos vistos. Todos os personages são extremamente expressivos, e as gags visuais e o humor são muito bons mesmo.

Quando o filme acerta, acerta em cheio: a rã venenosa Gabi, dublada em inglês pela atriz e cantora Kristin Chenoweth, e sua paixão estilo novela mexicana pela cacatua Nigel, é sensacional; o tamanduá Carlitos, descaradamente inspirado no personagem icônico do mestre do cinema Charles Chaplin é divertidíssimo; a sequência da viagem do Rio de Janeiro para a Amazônia, passando por diversas cidades famosas do Brasil devido a um aparelho GPS defeituoso; a pochete de Blu (?); a festa de ano-novo no Rio de Janeiro no início do filme; as músicas de Sérgio Mendes e Carlinhos Brown. Isso sem falar na sequência mais hilária do filme inteiro, que mostra Nico (voz em inglês de Jamie Foxx, de RAY) e Pedro (voz em inglês de Will I Am, de X-MEN ORIGENS: WOLVERINE) fazendo uma seleção de talentos na floresta tropical para levar para o carnaval no Rio… Prestem atenção nas tartarugas capoeiristas e no bicho-preguiça rapper. Me lembrei de ENROLADOS, onde eu estava quase chorando de tanto rir no final da sequência da taverna. :-D

O problema é justamente que tudo isso não parece fazer parte de uma visão clara, e sim momentos muito bons que surgiram durante o processo criativo e que foram forçadas a funcionar em conjunto. Sim, o roteiro é apenas uma frágil estrutura que segura essas sequências juntas. O filme só se salva pois cada uma dessas partes são boas por si só. O mais chato é que esse parece ser o caminho dos últimos filmes da Blue Sky: A ERA DO GELO 4 é o mais fraco de toda a série, REINO ESCONDIDO apresenta um visual de cair o queixo, mas com um desenrolar tão sem graça que quase mata a experiência do filme. E agora o mesmo com RIO 2. Espero que estejam dando um carinho maior para SNOOPY & CHARLIE BROWN – PEANUTS O FILME, já que o teaser lançado impressionou pela qualidade da animação e pelo respeito dado aos desenhos animados clássicos produzidos por Charles Schultz e Bill Melendez. Só de ouvir a trilha composta por Vince Guaraldi quase me fez chorar… :-) Mas estou divagando.

Também fiquei desapontado com o tratamento dado a alguns personagens. A maioria dos personagens secundários do filme antigo, como Nico, Pedro, o tucano Rafael e o cão Luiz aqui não têm função alguma – o menino Fernando só aparece em uma sequência no começo do filme e sequer é mencionado no resto do filme – sem falar nos filhos de Blu e a tia de Jade; são, no máximo, alívio cômico para uma história onde o próprio Blu já cumpre esse papel com louvor, estando novamente em um lugar que não conhece e tentando se adaptar. Nigel, a cacatua vilã do antigo filme, agora sem poder voar, não ameaça mais ninguém, e acaba virando também piada com seu plano maquiavélico de vingança. A amiga humana de Blu, Linda, assim como o marido Tulio, têm uma função maior na história, mas também aparecem muito pouco.

Com tudo isso, no final RIO 2 acaba perdendo a chance de criar um filme diferenciado, e se torna apenas uma diversão passageira, nada mais. É uma pena, pois a série têm tudo para ser muito mais do que esse filme mostrou, e realmente gostaria de ver mais esses personagens. RIO 2 estréia nos EUA no dia 11 de abril, e espero que a bilheteria seja muito boa para que possamos ver RIO 3. :-)

Deixe aqui seu comentário

*