ANIMARTINI | Parte 1: “O QUÊ”

animartini_img_destaque_01152014

Artigo também disponível em Inglês

“If you can dream it, you can do it.” — Walt Disney

 Contar histórias maravilhosas através de animações, produzidas com a mais alta qualidade pelas melhores pessoas, e se divertir muito durante todo o processo. Essa é a missão da ANIMARTINI.

Mas que tipo de animações? A idéia é fazer séries de TV? Filme? Curtas? E a técnica a ser utilizada? Serão animações apenas em CGI – computer generated imagery, como a Pixar e a Dreamworks Animation fazem – ou será animação tradicional, 2D, como os clássicos animados da Disney e do Studio Ghibli? Ou stop-motion, como as produções da Aardman e da Laika? Serão comédias, dramas, de ação, ficção-científica ou terror? E será possível assistir nos cinemas, na internet, em Blu-rays ou em smartphones e tablets, via Netflix ou outro?

Tudo começa com uma idéia, com algo que queremos contar. Com isso definido, iremos ver como tirar essa idéia do papel: planejar todo o processo, escolher a técnica que expressaria a idéia da melhor maneira possível, e então produzir, distribuir e exibir essa história.

Estamos passando por um período de grandes mudanças no mercado; processos e modelos de negócios que funcionavam tão bem estão caindo por terra, dando espaço para novas idéias. Não há mais fórmulas, não há mais garantias. Há um certo receio com o futuro; empresas começam a repetir fórmulas para tentar garantir o sucesso; as decisões tomadas acabam sendo ainda mais conservadoras; cortes são tão profundos que acabam atingindo a qualidade do produto final.

Mas são em momentos como esse que pensar diferente se torna ainda mais obrigatório. São momentos como esse que a inovação deve ser a meta. Pois nunca se consumiu tanto. E ainda há muito espaço.

Tudo é possível.

Um Comentário

  1. Pingback: FASE 0 | Lançamento! | Animartini

Deixe aqui seu comentário

*